João Vilarim
Busca Avançada
Artista Álbum Nome da Música Compositor
Contato
Mapa do Site
Blog
João Vilarim Discografia Composições Apresentações TV Casa Do Caipira Aula De Viola Caipira
Material Didático Cifras e Part/Tab Apresentação De Alunos Vídeo Aula Parceiros Agenda
Ponteio Caipira / Aula De Viola Caipira / Afinação E Variações: Cebolão
Afinação E Variações: Cebolão
Material Didático: apostiladeviolacaipira.com.br/index.php

Existem várias formas de afinações, porém descreverei a afinação em CEBOLÃO em MI MAIOR, pois trataremos o método nessa afinação.

1- MODO TRADICIONAL DOS VIOLEIROS: com o auxílio do violão afinado pelo diapasão (aparelho de sopro em forma de apito ou de metal parecido com um estilingue), o parceiro do violão faz o acorde de mi maior - E , depois comparamos a 1ª corda do violão com o 1º par de cordas da viola, uma de cada vez; comparamos a 2ª corda do violão com o 2ª par de cordas da viola, repare que tanto no violão como na viola as cordas permanecem soltas.

Agora, afinaremos o 3º par de cordas da viola, note que a 3ª corda do violão está presa na casa 1, e na viola está solta, porém temos duas cordas diferentes a afinar, tomamos a corda mais grossa do 3º par para comparar com a corda do violão.

Depois comparamos a corda do 3º par que sobrou (fina) com a 1ª corda da viola presa na casa 4.

Para afinarmos o 4º par de cordas da viola, comparamos a corda mais grossa com a 4ª corda do violão, repare que esta corda está presa na casa 2. Logo em seguida afinamos a corda fina do 4º par, comparando esta com uma das cordas soltas do 1º par da viola.

E por último, afinamos o 5º par de cordas da viola pelo mesmo processo de afinação do 4º par, porém quando afinamos a corda mais fina utilizaremos uma das cordas do 2º par.

2 – UTILIZANDO O DIAPASÃO: com a nota lá do diapasão, afinamos a corda grossa do 4º par da viola presa na casa 5. Depois pressionamos a casa 4 da mesma corda para afinarmos a corda grossa do 3º par. Após, pressionamos a casa 3 da corda grossa do 3º par e equiparamos com as cordas do 2º par, uma de cada vez. Após pressionamos a casa 5 das cordas do 2º par e afinamos o 1º par.

Observemos que o 5º par de cordas está por afinar, então pressionamos a casa 5 da mesma e comparamos com a corda grossa do 4º par solta, note que a corda grossa do 4º par já se encontra afinada. Portanto, não mexeremos na cravelha desta corda e sim na cravelha da corda 5.

Agora nos falta afinar as cordas finas do 3º par, 4º par e 5º par. Do 5º par equipararemos com as cordas do 2º par; do 4º par equipararemos com as cordas do 1º par; do 3º par pressionaremos a casa 4 de uma das cordas do 1º par.

3 – AFINANDO ELETRONICAMENTE: temos ainda ao nosso dispor um aparelho chamado  “AFINADOR ELETRÔNICO “, onde nos facilita a afinação do instrumento. Com este aparelho utilizamos de habilidade auditiva e visual, pois ele mede as freqüências da vibração das cordas. É um método de grande serventia e o mais utilizado.

Destas três formas de afinação teremos:

 
 
Quando afinamos em CEBOLÃO MI MAIOR, temos:

1º par: mi / mi ( em uníssono )
2º par: si / si ( em uníssono )
3º par: sol sustenido / sol sustenido ( em oitavas )
4º par: mi / mi ( em oitavas )
5º par: si / si ( em oitavas )

 
Quando afinamos em CEBOLÃO RÉ MAIOR, temos:

1º par: ré / ré ( em uníssono )
2º par: lá / lá ( em uníssono )
3º par: fá sustenido / fá sustenido ( em oitavas )
4º par: ré / ré ( em oitavas )
5º par: lá / lá ( em oitavas )

 
Quando afinamos em CEBOLÃO MI BEMOL MAIOR, temos:

1º par: mi bemol / mi bemol ( em uníssono )
2º par: s ibemol / si bemol ( em uníssono )
3º par: sol / sol ( em oitavas )
4º par: mi bemol / mi bemol ( em oitavas )
5º par: si bemol / si bemol ( em oitavas )


Neste caso a forma de afinação mudará de acordo com a tonalidade. Veremos a seguir as variações decorrentes destas alterações:

Na afinação em mi maior este acorde é lá maior ( A )



Na afinação em ré maior este acorde é sol maior ( G )



Na afinação em mi bemol maior este acorde é lá bemol maior ( Ab )


E assim segue com os demais acordes.



Fragmento do livro:
A VIOLA CAIPIRA SEM MISTÉRIOS
Autoria: João Vilarim©


Acesse:
Material Didático


 
São Paulo - SP - Brasil | (11) 2911-2604 | (11) 98818-8354 (11) 2589-3346
Powered by SmartSite